quarta-feira, março 22, 2006

pirataria...

"sábado 11.03.2006 no maxime circulava a notícia de que na vésperatinha havido uma rusga da polícia de cdr's.
disseram: 80 euros por faixa.
ainda continua a não se saber muito bemo que pode ser feito para provar que se possuem os originais, quando se têm - é na esquadra?
e basta apresentar cópias originais, mesmo que não sejam próprias?(pedi-las a amigos?)
também já ouvimos falar em facturas,mas isso deixa de fora discos oferecidos, demos, promocionais, etc.
depois ouve-se falar no destino incerto das multas- o dinheiro vai também para os criadores ou fica apenas a circular e reproduzir-se nos cofres do estado?
e os criadores com excesso de zelo, devem ser desprezados quando exigem os seus cêntimos de cada vez que a sua música se ouve na rádio? e todas as questões de ética? dj's pagos pelo seu trabalho mas que não pagam pela matéria-prima que utilizam, por exemplo.
no final de todas as perguntas,a contribuição da humanidade é complicar as questões ao disponibilizar legalmente meios de cópia cada vez mais sofisticados.
não se pode oferecer um gelado e dizer para não comer, comprar um carro mas nunca meter combustível, não é possível colocar essas regras, o ser humano não é capaz de as cumprir.
sabendo que, em princípio, toda a gente se opõe à pirataria,o passo seguinte na consciência é saber se ao agir correctamente não estamos também a ser enganados .
o combate da pirataria é tão ou mais sinistro e sombrio e duvidoso que o próprio acto ilegal.
é tudo muito confuso e, como em quase tudo, zero conclusões absolutas.
se não gostam de discos e apenas de música não podemos fazer grande coisa por vocês, desculpem.
se a vossa cena é a mímica, ao lado corre o mundo do karaoke, com as suas versões de originais originais (outra vez iznogud: queria ser califa no lugar do califa) "

in lust#203 by Flur

Sem comentários: