sábado, abril 29, 2006

Pinkboy presentes TPC

Diz a teoria do caos que um simples bater de asas de uma borboleta pode causar uma qualquer catástrofe natural a milhares de quilómetros. Pois bem, o simples mexer de um botão num qualquer quarto deste país pode causar sérios estragos numa pista de dança. TPC é a prova clara disso. Nos microfones da Rádio Oxigénio, Pinkboy lançou semanalmente o repto a produtores de todo o país. O resultado foi uma enchente de trabalhos privados que animaram a rubrica TPC do programa LuxSagresFm durante mais de um ano. As quatorze faixas aqui incluídas são, por isso mesmo, uma simples ponta de iceberg de uma realidade que não estará submersa muito mais tempo.
A manipulação electrónica é provavelmente o denominador comum num disco que apresenta uma enorme variedade de linguagens que se estendem do electro de recorte clássico até aos pulsares house e techno. De Spin Hour e Double D Force (projecto de D-Mars e D-Fine) a The Users, Plagia e Camarão & dk, passando por Nísios, Fairchild, Ka§par, Antalgic, Pixel 82, Lolly & Brains e Zentex. Este é o perfil de TPC tal como imaginado por Pinkboy que é ainda responsável por uma remistura para o tema de Pixel 82, que encerra este álbum (depois de uma outra remistura, esta de Zentex, para o tema de Antalgic).
TPC também inaugura um novo selo. Chama-se Bloop e procurará encaixar na família Loop:Recordings experiências mais próximas do universo da chamada música de dança. Além desta inaugural edição, a bloop está ainda a planear uma sequência de maxis em vinil onde além de talento nacional se registará a presença de nomes internacionais consagrados como remisturadores.

Sem comentários: