terça-feira, fevereiro 08, 2011

James Blake

 James Blake "james blake" [ Atlas Recordings Worldwide ]

Só agora nos foi possivel falar do novo disco de James Blake, porque quando chegou à Zona 8, junto vinha a informação que não deveriam ser exibidas/partilhadas as musicas, ou parte delas, sobre qualquer forma antes da sua edição oficial.
Neste seu disco de estreia, Blake dá seguimento às suas explorações dubstep (ou  melhor, pós-dubstep) introspectivas, com rendições ao piano e vocais (é sta a grande surpresa do disco) de forte intensidade, conseguindo juntar a nostalgia de Bon Iver, com o sofrimento de Antony Hegarty (de Anthony and the Johnsons) e a soul moderna de Mayer Hawthorne. Melodias melosas, narrativas parcas e apontamentos electrónicos singulares com pedaços industrias e outros mais pop, batimentos cardíacos entrecortados, vocais umas vezes naturais outras sob o efeito vocoder, baladas cheias de vulnerabilidade e emoções à flor da pele.
Um álbum grandioso que nos apanha desprevenidos e nos cria novas sensações.

> posto de escuta <



myspace.com/jamesblakeproduction

Sem comentários: