sexta-feira, outubro 12, 2012

Ninguém Disse que Isto ia Ser Fácil


Sobre a sinopse do livro "Ninguém Disse que Isto ia Ser Fácil" lê-se por aí:
«Paulo Farinha está mais do que à vontade a escrever sobre as relações humanas, tanto assim é que assina há dois anos a crónica «Isto não é o que Parece» na revista Notícias Magazine. Não é de estranhar, portanto, que se estreie nos livros a escrever sobre tudo o que é possível existir numa relação a dois: o amor, o ciúme, a paixão, o sexo, as traições, as conquistas, as dúvidas, o namoro, o casamento, a gestão da vida em comum e isso de manter a chama acesa ou ter a coragem para a apagar de uma vez por todas. Mas não só. Aqui cabem também muitas histórias que se passam antes, durante ou depois das relações a dois – e “qualquer semelhança com a realidade não é coincidência coisíssima nenhuma”, diz o autor.
«Estas podem ser as nossas próprias histórias, ou de alguém com quem partilhamos a mesa, a cama e a vida. Talvez não se revejam em tudo isto, talvez se revejam em alguma coisa, talvez não se revejam em nada. Talvez já tenham ouvido falar fulano, que conhece beltrano, que veio a saber que alguém viveu uma situação parecida. Seja qual for o vosso caso, alguma coisa soará familiar», escreve Paulo Farinha.»
Resumindo, é um livro sobre as modernas relações humanas, com tudo de bom e mau que isso tem.



Sem comentários: