sexta-feira, janeiro 25, 2013

Discos Novo na Zona 8

Joeski "bring back the hustle" [Dutchie Worldwide]

Criado em Corona, uma zona da cidade de Nova Iorque fortemente influenciada pela cultura hispanica, começou a rodar discos em festas no ano de 1989. Já trabalhou com Danny Tennaglia, Little Louie Vega, Roger Sanchez, Chus and Ceballos, entre outros
Este disco traz uma colecção de temas do produtor entre os anos de 2003 e 2013 para a Dutchie, e o novo "bring back the hustle".
Música feita a penasr nos corpos na pista de dança.


>posto de escuta<





Glenn Underground "12 July 1979" [Strictly Jazz Unit Muzic]

O génio musical de Chicago, Glenn Underground está de regresso com mais um longa duração cheio de grandes produções de house music
São 11 faixas que tanto funcionam na pista de dança como para ouvir no conforto do lar, todas elas assinadas com as batidas clean, linhas de baixo palpitantes, e teclados jazzy e cheios de alma que caracterizam Glenn Underground.
12 de Julho de 1979, foi o dia da "Disco Demolition", evento criado pelo radialista Steve Dahl com o intuito de acabar de vez com a era do disco sound, mas pelo contrário, veio ainda dar-lhe mais força assim como á chamada música negra. Foi o inicio da era da música de dança moderna.








Kruse & Nuernberg "let's call it a day" [Lazy Days Recordings]

Conhecidos com dj's e produtores de house, a dupla de Hamburgo, Kruse & Nuernberg, já está na cena á mais de 15 anos.
O novo disco “Let’s Call It A Day” é literalmente isso, um dia. As faixas 1, 2 e 3 correspondem á manhã, a 4, 5 e 6 ao caminho para o trabalho ou escola, e por aí adiante. Um disco que vai muito além dos naturais caminhos da house que o Kruse & Nuernberg nos habituaram, para se tornar numa viagem sonora bastante ecléctica e agradável em que mostram as influências ao longo dos tempos.


Zoë Xenia "heartbeat" [Plastic City]

Em boa hora veio o disco de estreia da produtora holandesa Zoë Xenia, um híbrido de baixos rolantes, acordes e ritmos cheios de funk.
Zoë começou a sua carreira como cantora e compositora, mais tarde foi mordida pelo bichino da electrónica, começou a produzir e a desenvolver o seu estilo, onde usa a sua voz como vocal e como instrumento.
Definitivamente é um disco feito de alma e coração, marcado pela bela voz de Zoë.


>posto de escuta<






The Reboot Joy Confession "absolute lll way harmonious enterprise" [Philpot]

A brilhante estreia em longa duração de The Reboot Joy Confession, uma desconcertante mistura de boombap (uma ramificação do hip hop), latina, jazz, psicadélica e house mais cru e despida, e muito mais.

Em "Absolute III Way Harmonious Enterprise" consegue-se a forma perfeita de apresentar uma amalgama de sons e estilos, conjugando 4 longas faixas que se criam juntando vários seguementos (ou outras faixas) divididos por entre interludios, sátiras e jam sessions. Imaginem Sun Ra, Ron Trent e IG Culture juntos numa sessão cheia de fumos...


 >posto de escuta<







Basti Grub "primavera" [Höhenregler]

Basti Grub  explora neste disco a sua  propensão para a abordagem alternativa á música de dança electrónica, criando temas, que servem para a pista de dança ou para o conforto do lar, com influências de África ou da Améica Latina. 
"Primavera" é um impressionante corpo de trabalho de como fazer um albúm e produzir música. Basti tem matéria sonora suficiente para fazer vários longa-duração, mas opta por fazer as coisas corectamente, limitando-se a editar um disco com o tempo de um normal cd.


 >posto de escuta<








vários artistas " Deep Love 2" [Dirt Crew Recordings]

para que sente a falta dos dias quentes, aqui está algo para combater essa falta, a mais recente compilação da Dirt Crew, "Deep Love 2".
São 15 temas (versão digital apenas), na sequencia da edição número 1 do passado ano, para vos levar numa viagem de mais de 100 minutos.
A receita é a habitual desta editora de Berlim, música house e techno feita com muito sentimento e calor humano, para despertar o corpo e a mente. Há por aqui nomes já estabelicidos como Detroit Swindle, Purple Velvet (a.k.a. Fur Coat), Florian Kruse, Dirt Crew ou Tigerskin, juntamente com algumas apostas novas.


Sem comentários: